DIREITO E TECNOLOGIA

DIREITO E TECNOLOGIA

DIREITO E TECNOLOGIA

DIREITO E TECNOLOGIA

Tendo em vista que o setor jurídico se destina, primordialmente, a compor interesses das pessoas vivendo em sociedade, sendo a composição de conflitos apenas uma parte de tais interesses, faz-se absolutamente necessário que tenhamos conhecimento sobre nosso momento atual, as principais tecnologias e principais tendências para o futuro próximo, de forma que possamos:

  1. Consumir tecnologia em nosso dia-a-dia, de forma que nossas atividades possam ser otimizadas, disponibilizadas a um maior número de pessoas e se tornarem mais lucrativas;
  2. Atender as demandas jurídicas modernas e defender os interesses a elas relacionadas;
  3. Informar os processos legislativos e judiciais na adaptação normativa e prestação jurisdicional adequadas aos desafios atuais;
  4. Regular o uso da tecnologia na advocacia;
  5. Empreender no Direito.

Passemos a cada um desses temas individualmente:

  1. A Advocacia e a Tecnologia: especialização de atividades, aumento de produtividade, disponibilidade de ferramentas tecnológicas, aumento do acesso à justiça.

É nesse contexto que a tecnologia se revela como poderosa ferramenta para alteração do cenário atual, na medida em que oferece ferramentas, a custos cada vez menores ou até mesmo sem custo, acessíveis a uma parcela cada vez maior de profissionais, para otimizarem o trabalho privativo do profissional do Direito, a gestão de suas atividades, o contato com o destinatário de seus trabalhos.

Todas as profissões estão sendo ou serão profundamente afetadas pelas transformações tecnológicas e com o Direito não será diferente. No entanto, ao contrário do que se noticia amplamente a respeito do trabalho jurídico poder ser substituído pela tecnologia, a reflexão que os convido a fazer é diametralmente oposta.

O cenário aqui exposto revela uma situação de esgotamento do Poder Judiciário e do Poder Público, além da constante pressão sobre os serviços de natureza técnica-jurídica. Nesse contexto, o uso de ferramentas tecnológicas que possam otimizar o trabalho jurídico e aumentar a produtividade talvez seja a única forma de realmente alterar a situação atual de dificuldade de acesso à advocacia e à justiça em nosso país, bem como aumentar o espectro de atuação e pessoas atendidas.

Trabalhos repetitivos e que não exigem técnica para sua execução podem e devem deixar de ocupar as horas técnicas de juristas, tanto na esfera privada quanto pública. A oferta de ferramentas tecnológicas aumenta consideravelmente e pode aprimorar-se ainda mais. Trataremos das Startups do mundo jurídico posteriormente para uma melhor visão do potencial de tais ferramentas em nosso dia-a-dia.

E para consumir tais ferramentas, precisamos conhecê-las. Além disso, precisamos entender do uso de ferramentas já aplicadas para nosso trabalho diário, desde os sistemas utilizados pelos tribunais (PJE e JPE), até ferramentas para assinaturas eletrônicas (certificados digitais) ou produção de provas digitais. Essa é a nossa realidade atual, e não futura. Muitos acreditam não ter porte para consumo de ferramentas tecnológicas ou acreditam que tecnologia não é algo que lhes aproveite, porém desconhecemos quem não utilize ferramentas de tecnologia diariamente, para as atividades mais simples até as mais complexas.

É hora de reconhecer a tecnologia como ferramenta, e posicionarmo-nos como quem as utiliza e, acima de tudo, demandar da tecnologia o que queremos que ela faça por nós, no exercício de nossa profissão.

2) Atendimento a demandas jurídicas modernas:

Vários são os desafios para implementação dos modelos de negócio modernos. Muitas vezes as soluções que as empresas buscam oferecer são inovadoras, ou os seus mercados ainda inexistentes.

Na maior parte das vezes, inovam não apenas nos produtos e serviços oferecidos, mas na forma como fazem isso, e para mercados que ainda não existiam. Assim, encontram um cenário jurídico sem que haja previsão legal ou referências de julgados ou, ainda, podem até ser contrários a alguma legislação vigente.

Precisa de ajuda? Converse comigo